PROGRAMAÇÃO DAS SESSÕES DE COMUNICAÇÕES

Clique aqui para baixar a programação das sessões coordenadas.

(os moderadores das sessões coordenadas completas inscritas estão indicados; os moderadores das sessões coordenadas compostas por comunicações individuais serão indicados posteriormente)

 

QUARTA-FEIRA, 26 DE SETEMBRO (TARDE)

 

SESSÃO 1 (sessão coordenada completa)
AS REFORMAS NA LEGISLAÇÃO DO TRABALHO NA ARGENTINA E NO BRASIL: O ATAQUE AOS DIREITOS SOCIAIS
Moderadora: Marcia de Paula Leite (UNICAMP)

REFORMA LABORAL: ANÁLISIS DEL CASO ARGENTINO
Andrea Del Bono (CONICET/ISCyA-UNAJ)

OS CAMINHOS DA RESISTÊNCIA À REFORMA TRABALHISTA NO BRASIL E NA ARGENTINA E O PAPEL DO MOVIMENTO SINDICAL
Marilane Oliveira Teixeira (CESIT-UNICAMP)

A REFORMA TRABALHISTA NO MUNDO: A REALIDADE BRASILEIRA
Magda Barros Biavaschi (CESIT-UNICAMP)

OS IMPACTOS INICIAIS DA REFORMA TRABALHISTA SOBRE O MOVIMENTO SINDICAL NO BRASILEIRO
Jose Dari Krein (UNICAMP)

O JUDICIÁRIO E A REFORMA TRABALHISTA: A PERDA DE DIREITOS ANTES DAS REFORMAS
Alisson Droppa (UNICAMP)

 

SESSÃO 2 (sessão composta por comunicações individuais)
TRABALHADORES E SINDICATOS NA DITADURA CIVIL-MILITAR I

TRABALHADORES E SINDICATOS DE JUIZ DE FORA NA JUSTIÇA DO TRABALHO: LUTA E RESISTÊNCIA OPERÁRIA FRENTE AOS AUTORITARISMOS DA DITADURA CIVIL-MILITAR BRASILEIRA (1964-1974)
Paulo Henrique Silveira Damião (UFJF)

OS TRABALHADORES E O GOLPE CIVIL-MILITAR NO AMAZONAS (1961-1964)
César Augusto Bubolz Queirós (UFAM)

ENTRE A ESTABILIDADE E O FGTS: TRABALHADORES/AS DA INDÚSTRIA DO CALÇADO DE NOVO HAMBURGO NA JUSTIÇA DO TRABALHO (1968-1979)
Micaele Irene Scheer (UFRGS)

NARRATIVAS DE GÊNERO NO PROCESSO DE PROLETARIZAÇÃO DURANTE A DITADURA MILITAR BRASILEIRA
Beatriz Goncalves Dos Santos (PUC/RJ)

 

SESSÃO 3 (sessão composta por comunicações individuais)
TRABALHADORES E SINDICATOS NA DITADURA CIVIL-MILITAR II

“SER MULHER, SER OPERÁRIA”: REALIDADE E RESISTÊNCIA DAS TRABALHADORAS NO SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DE MATERIAL ELÉTRICO DE CAMPINAS E REGIÃO EM 1984
Gabriela Costa da Silva (UFSM)

“QUANDO VELHOS PERSONAGENS VOLTARAM À CENA”: O SINDICATO DOS SAPATEIROS DE NOVO HAMBURGO/RS E O ENQUADRAMENTO DA MEMÓRIA
Evandro Machado Luciano (UFRGS)

BIOGRAFIA COLETIVA DOS DIRIGENTES DO SINDICATO DOS METALÚRGICOS DO ABC ENTRE AS DÉCADAS DAS 1970 E 1980
Kimi Tomizaki/Maria Gilvania Valdivino Silva/ Gustavo Herthel Nascimento (USP)

 

SESSÃO 4 (sessão composta por comunicações individuais)
MUNDOS DO TRABALHO, HISTÓRIA GLOBAL E CONEXÕES TRANSNACIONAIS

UMA HISTÓRIA DO ABOLICIONISMO NO MUNDO ATLÂNTICO: LIVRES DE COR E ESCRAVOS NA LUTA POR CIDADANIA E CONTRA A ESCRAVIDÃO, DAS COLÔNIAS CARIBENHAS À FRANÇA METROPOLITANA (1830-1848)
Letícia Gregorio Canelas

EM DEFESA DA “RAÇA LATINA” E PELA EXCLUSÃO DA “POPULAÇÃO NEGRA” – APONTAMENTOS SOBRE PROJETOS DE IMIGRAÇÃO DE TRABALHADORES DE PORTO RICO PARA O BRASIL NOS ANOS 1890
Ana Flávia Magalhães Pinto (UNB)

WILLIAM CHANDLESS NA AMAZÔNIA: MUNDOS DO TRABALHO E CULTURA MATERIAL INDÍGENA EM PERSPECTIVA TRANSNACIONAL
Antonio Alexandre Isidio Cardoso (USP)

A AMAZÔNIA DE MANOEL DE SOUZA LOBO: MUNDOS DO TRABALHO NOS SERINGAIS E RELAÇÃO COM OS ÍNDIOS PARINTINTIN
Davi Avelino Leal (UFAM)

TRABALHO, RAÇA E POLÍTICA: O OLHAR NORTE-AMERICANO SOBRE O BRASIL NO CONTEXTO DA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL
Alexandre Fortes (UFRRJ)

 

SESSÃO 5 (sessão composta por comunicações individuais)
MULHERES NOS MUNDOS DO TRABALHO I

MULHERES NA FRONTEIRA, SÉCULO XVIII E XIX: ESTRUTURA AGRÁRIA, LEGISLAÇÃO E COR
Laura Candian Fraccaro (Unicamp)

GÊNERO E TRABALHO: AS OPERÁRIAS DA FÁBRICA RHEINGANTZ (RIO GRANDE, 1920-1968)
Caroline Duarte Matoso (UFPel)

OS EXCLUÍDOS DO BEM-ESTAR: IMIGRANTES E MULHERES NO FORDISMO BRITÂNICO (1948-1970)
Thiago Romão de Alencar (UFF)

FEMINISMO E TRABALHO: AS REIVINDICAÇÕES DO GRUPO FEMINISTA GERMINAL E DO MOVIMENTO DE MULHERES SANTA-MARIENSES (SANTA MARIA, 1981-1995)
Paula Ribeiro Ciochetto (UFSM)

 

SESSÃO 6 (sessão composta por comunicações individuais)
MULHERES NOS MUNDOS DO TRABALHO II

LUTA DE MULHERES: O CASO IRACEMA E A LUTA DAS MULHERES POR CRECHES E LICENÇA MATERNIDADE NOS BANCOS
Luciana Carlos Geroleti (UFSC)

O TEMPO DA INFÂNCIA: NARRATIVAS DE TRABALHADORAS DOMÉSTICAS
Luísa Maria Silva Dantas (UFRGS)

EXPERIÊNCIAS E LUTAS DE TRABALHADORAS DOMÉSTICAS POR DIREITOS, PORTO ALEGRE (ANOS 1940 E 1950)
Maurício Reali Santos (UFRGS)

 

SESSÃO 7 (sessão composta por comunicações individuais)
ASSOCIATIVISMO, MUNDOS DO TRABALHO E PÓS-ABOLIÇÃO

TRABALHADORES LIVRES E ASSOCIATIVISMO NEGRO EM MINAS GERAIS NA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XIX
Jonatas Roque Ribeiro (UNICAMP)

ASSOCIATIVISMO E EXPERIÊNCIA POLÍTICA DA POPULAÇÃO NEGRA EM CURITIBA (1870-1910)
Pamela Beltramin Fabris (UFPR)

ESCOLAS DE TRABALHADORES: LUTAS PELA INSTRUÇÃO POPULAR E O PÓS-ABOLIÇÃO EM CURITIBA (1883-1917)
Noemi Santos da Silva (Unicamp)

“NÃO GOSTAVAM PORQUE ELE ERA PRETO”: RAÇA, CLASSE E GENÊRO NA CHARQUEADA DOMINGOS E NO CLUBE SOCIAL NEGRO 24 DE AGOSTO (JAGUARÃO-RS)
Allan Mateus Cereda (UFRRJ)

 

SESSÃO 8 (sessão composta por comunicações individuais)
INTELECTUALIDADES NEGRAS, MUNDOS DO TRABALHO E PÓS-ABOLIÇÃO

O EXEMPLO, UM JORNAL DO POVO: IMPRENSA, TRABALHO E RACIALIZAÇÃO NO PÓS-ABOLIÇÃO (PORTO ALEGRE, 1892-1911)
Melina Kleinert Perussatto (UFFS)

LITERATURA BRASILEIRA E MUNDOS DO TRABALHO: LEITURAS INTERSECCIONAIS
Juliane Vargas Welter (UFRN)

O NEGRO COMO REBELDE E COMO TRABALHADOR: CLOVIS MOURA, A HISTÓRIA DA ESCRAVIDÃO E O ATIVISMO INTELECTUAL NEGRO NO BRASIL
José Maria Vieira de Andrade (UFC)

 

SESSÃO 9 (sessão coordenada completa)
TRABALHADORES TÊXTEIS NO BRASIL: EXPERIÊNCIAS E APONTAMENTOS DE PESQUISA
Moderador: Paulo Fontes (CPDOC-FGV)

A INTERSEÇÃO DO “RURAL” COM O “URBANO”: OS PERCALÇOS NA JUSTIÇA DO TRABALHO DOS EMPREGADOS TIDOS COMO “RURAIS”, PERTENCENTES À COMPANHIA DE TECIDOS PAULISTA (1950-1952)
Anna Maria Litwak Neves (UFPE)

A AÇÃO DOS TÊXTEIS: SINDICATO E MILITÂNCIA COMUNISTA NA COMPANHIA DE TECIDOS PAULISTA – FÁBRICA RIO TINTO (1931-1935)
Eltern Campina Vale (UFPE)

POR UM BALANÇO BIBLIOGRÁFICO SOBRE FÁBRICAS E TRABALHADORES TÊXTEIS NO BRASIL
Felipe Augusto dos Santos Ribeiro (UFRRJ)

AS EXPERIÊNCIAS DOS OPERÁRIOS TÊXTEIS DA FÁBRICA LANEIRA BRASILEIRA EM PELOTAS /RS (1980-1988)
Jordana Alves Pieper (UFPel)

OPERÁRIAS, MÃES, MILITANTES, RELIGIOSAS: A ATUAÇÃO DAS MULHERES NA CIDADE-EMPRESA BELGA SITUADA NO INTERIOR DE PERNAMBUCO (MORENO). ANOS 1950-1960
Márcio Romerito da Silva Arcoverde

 

SESSÃO 10 (sessão composta por comunicações individuais)
ESTADO NOVO: CONTROLE E RESISTÊNCIA

AS FOTOGRAFIAS 3X4 DOS TRABALHADORES DO RIO GRANDE DO SUL NO ACERVO DA DELEGACIA REGIONAL DO TRABALHO, 1933-1943
Aristeu Elisandro Machado Lopes (UFPel)

AS TENTATIVAS DE DESNATURALIZAÇÃO DA REPRESSÃO POLÍTICA NO MUNDO DO TRABALHO: UMA ANÁLISE DO FUNDO DE ARQUIVO DA CEFMSJ NO MUSEU ESTADUAL DO CARVÃO (1937-1945)
Rafael Lamera Giesta Cabral (Universidade Federal Rural do Semi-árido)

A ESCASSEZ DE COMBUSTÍVEL DURANTE A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL NO RIO GRANDE DO SUL: PARA ALÉM DAS IMPLICAÇÕES ECONÔMICAS
Tamires Xavier Soares (UFSM)

“PARA GARANTIR OS DIREITOS DO OPERÁRIO E DEFENDÊ-LO CONTRA AS INJUSTIÇAS E AS OPRESSÕES”: MUNDOS DO TRABALHO E O TRATADO DE VERSALHES (1919) E A CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO (1938)
Glaucia Vieira Ramos Konrad (UFSM)

 

SESSÃO 11 (sessão composta por comunicações individuais)
MUNDOS DO TRABALHO E PROJETOS POLÍTICOS DA ESQUERDA (1930-1937)

TRABALHADORES BRASILEIROS ANTIFASCISTAS, III INTERNACIONAL E A ALIANÇA NACIONAL LIBERTADORA ENTRE 1934 E 1935, UM BALANÇO HISTORIOGRÁFICO
Diorge Alceno Konrad (UFSM)

FLECHAS VERMELHAS: TRABALHADORES, ANL E A TENTATIVA DE LEVANTE NOVEMBRO DE 1935 NO ESTADO DO AMAZONAS
Davi Monteiro Abreu (UFAM)

O FASCISMO A PARTIR DOS TROTSKISTAS NOS ANOS 1930
Roberto Borges Lisboa (UFSM)

 

SESSÃO 12 (sessão composta por comunicações individuais)
MEMÓRIAS DO TRABALHO E HISTÓRIA ORAL

O TRABALHO FEMININO NOS SERINGAIS DO ACRE
Aldemira Ferreira De Almeida (UFAM)

EMPODERAMENTO DE MULHERES POR MEIO DO TRABALHO NA CONSTRUÇÃO CIVIL: UMA FORMA DE INCLUSÃO SOCIAL
Neusa Maria da Silva (UFMG)

A GENTE TRABALHA NA NOSSA VELHA INFÂNCIA: CULTURA E TRABALHO INFANTIL DE FEIRANTES NO RECÔNCAVO BAIANO (1950-1970)
Hamilton Rodrigues dos Santos (UFC)

JOIAS DE MEMÓRIAS: MESTRES OURIVES DO POLO JOALHEIRO DO PARÁ NO TEMPO DE LEMBRAR O VIVIDO
Rosângela da Silva Quintela (UEPA)

MEMÓRIAS DOS MUNDOS DO TRABALHO EM MACAPÁ (DÉCADA DE 90 SÉC XX): RELATOS DE TRABALHADORES COMO FONTES PARA O ENSINO DE HISTÓRIA LOCAL
Angela Maria dos Anjos Nascimento (UNIFAP)

A DESMANCHA: PROJETOS E MEMÓRIAS DOS FARINHEIROS E FARINHEIRAS DO SEMIÁRIDO PIAUIENSE, NAS PRIMEIRAS DÉCADAS DO SÉCULO XXI
Rodrigo Gerolineto Fonseca (UFRGS)

 

QUINTA-FEIRA, 27 DE SETEMBRO (TARDE)

 

SESSÃO 13 (sessão coordenada completa)
RELAÇÃO DE EMPREGO, SINDICATOS E DIREITOS SOCIAIS NO BRASIL PÓS-REFORMA TRABALHISTA
Moderador: Leandro Do Amaral Dorneles De Dorneles (UFRGS)

APONTAMENTOS SOBRE NATUREZA JURÍDICA DA RELAÇÃO DE EMPREGO NO BRASIL
Rodrigo Espiúca dos Anjos Siqueira (UFRGS)

A REFORMA TRABALHISTA (LEI Nº 13.467) COMO PROPULSORA DA ASSIMETRIA NO ÂMBITO DO DIREITO COLETIVO DO TRABALHO
Gustavo Teiga (UFRGS)

POR UMA RECONSIDERAÇÃO DO ORDENAMENTO LEGAL SOBRE A PRESUMIDA EQUIVALÊNCIA DOS ENTES COLETIVOS: PERSPECTIVAS HISTÓRICA E JURÍDICA
Vitor Rocha Nascimento (UFRGS)

A LUTA DE CLASSES NO BRASIL – UMA ANÁLISE EVOLUTIVA DO VÍNCULO SOCIAL BÁSICO DO SÉCULO XIX ATÉ O XXI
Breno Hermes Gonçalves Vargas (UFRGS)

O NASCIMENTO DOS DIREITOS SOCIAIS TRABALHISTAS: UM CENÁRIO COM E PELA OBRA DE FRANZ KAFKA EXPOSTO NESTE MOMENTO DE CRISE
Dartagnan Ferrer dos Santos (UFRGS)

 

SESSÃO 14 (sessão coordenada completa)
NOVAS INTERPRETAÇÕES SOBRE A DITADURA MILITAR: ESTADO, SINDICALISMO E SINISTRALIDADE LABORAL
Moderadora: Ana Beatriz Ribeiro Barros Silva (UFPB)

CONDIÇÕES DE TRABALHO E SINISTRALIDADE LABORAL DURANTE A DITADURA MILITAR BRASILEIRA ATRAVÉS DA IMPRENSA
Ana Beatriz Ribeiro Barros Silva (UFPB)

COMPORTAMENTOS E ATITUDES SOCIAIS DE TRABALHADORES METALÚRGICOS NA DITADURA MILITAR
Carolina Dellamore (UFMG)

O NOVO TRABALHISMO COMO A POLÍTICA DA DITADURA PARA OS SINDICATOS: A CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDOS E A PROPAGANDA
Heliene Nagasava (CPDOC/FGV)

ALIANÇA EMPRESARIAL-MILITAR, REPRESSÃO E “REDEMOCRATIZAÇÃO”: MÉTODOS, INTERESSES E RESPONSABILIDADES
Richard de Oliveira Martins (UNICAMP)

SINDICALISMO, DITADURA E COMUNIDADE: DE REPRESENTANTES DOS TRABALHADORES A “PELEGOS”
Eduardo Ângelo da Silva (UFRRJ)

 

SESSÃO 15 (sessão coordenada completa)
COMPLEXIFICANDO A INTERSECCIONALIDADE: PERSPECTIVAS QUEER SOBRE O MUNDO DO TRABALHO
Moderador: Paulo Fontes (UFRJ)

AS LINDAS TOILLETES DE AYMOND: O TRABALHO DE TRANSFORMISTA NOS PALCOS CARIOCAS (1930 – 1950)
Flávia Ribeiro Veras

COMPORTAMENTOS DESVIANTES E ALEGAÇÕES PARA EXPULSÃO: A HOMOSSEXUALIDADE NAS “VILAS DE MALOCAS” DE PORTO ALEGRE (RELATÓRIO DE ILDO MENEGHETTI, 1952)
Rodrigo de Azevedo Weimer (FEE-UFRGS)

SEXUALIDADES DESVIANTES E POSSIBILIDADES DE ATUAÇÃO NA PROSTITUIÇÃO MASCULINA A PARTIR DO CASO LUÍSA FELPUDA (PORTO ALEGRE, 1980)
Tiago Medeiros (UFRGS)

COMPLEXIFICANDO A INTERSECCIONALIDADE: PERSPECTIVAS QUEER SOBRE O MUNDO DO TRABALHO
Benito Bisso Schmidt (UFRGS)

 

SESSÃO 16 (sessão coordenada completa)
DISCUTINDO GÊNERO E RAÇA NOS MUNDOS DO TRABALHO DO AMAZONAS (SÉCULOS XIX A XXI)
Moderadora: Maíra Chinelatto Alves (UFAM)

GÊNERO DO TRABALHO PORTUÁRIO EM MANAUS-AM
Rafaela Bastos de Oliveira (Instituto Batista do Amazonas)

GÊNERO, TRABALHO E IMPRENSA: A FÁBRICA DE ROUPAS AMAZONENSE E O PRIMEIRO DE MAIO DE 1914 EM MANAUS
Richard Kennedy Nascimento Candido (UFRRJ)

MUDANÇAS NO COTIDIANO DE TRABALHO DAS FAMÍLIAS NOS SERINGAIS DO AMAZONAS APÓS SEGUNDA GUERRA MUNDIAL
Agda Lima Brito (UERJ)

TRABALHO, MOBILIDADE E GÊNERO NO AMAZONAS OITOCENTISTA (1850-1888)
Jéssyka Sâmya Ladislau Pereira Costa (UNICAMP)

 

SESSÃO 17 (sessão composta por comunicações individuais)
MUNDOS DO TRABALHO EM TEMPOS DE ESCRAVIDÃO E NO PÓS-ABOLIÇÃO I

“OS ARTISTAS PELOS ARTISTAS” – TRABALHADORES E SUAS HIERARQUIAS SOCIAIS NO TEMPO DA ESCRAVIDÃO
Renata Figueiredo Moraes (UERJ)

TRABALHO LIVRE E TRABALHO ESCRAVO NA CONSTRUÇÃO DA LINHA JUNDIAÍ – CAMPINAS: 1870-1871
Tamires Sacardo Lico (Unicamp)

MUNDO DO TRABALHO E PÓS-ABOLIÇÃO: A FREGUESIA DO PILAR COMO BASE DE ANÁLISE
Sabrina Machado Campos (FEUDUC/ SME -DC)

TRABALHADORES LIVRES E REMINISCÊNCIAS DA ESCRAVIDÃO NO EXTREMO SUL BAHIA, 1885-1890
Iacy Maia Mata (UFBA) e Robério Santos de Souza (UNEB)

O “MEMORANDUM” DO VISCONDE DE INDAIATUBA, C.1880: EMBATES SOBRE O TRABALHO NA CAMPINAS OITOCENTISTA
Paula Ferreira Vermeersch (Unesp)

 

SESSÃO 18 (sessão composta por comunicações individuais)
MUNDOS DO TRABALHO EM TEMPOS DE ESCRAVIDÃO E NO PÓS-ABOLIÇÃO II

OFICINAS DE FERREIRO NA CORTE: TRABALHO E ESPAÇO EM UMA CIDADE ESCRAVISTA (1849-1880)
Antonio Ramos Bispo Neto (UFRJ)

COMÉRCIO FLUVIAL NA AMAZÔNIA OITOCENTISTA: SUJEITOS, TRANSPORTE E CONTROLE SOCIAL
Simeia de Nazaré Lopes (UFPA)

CHEGADAS E PARTIDAS: A TRAJETÓRIA DE TRABALHADORES ESPANHÓIS NA METRÓPOLE AMAZÔNICA (1898-1920)
Aline de Kassia Malcher Lima (UFPA)

TRABALHADORES INDEFINIDOS: TRABALHO, POBREZA E COTIDIANO NA CIDADE DE FORTALEZA (1900-1930)
Amanda Guimarães da Silva (UFC)

TRABALHO, CATIVEIRO, RESISTÊNCIA E LIBERDADE: MARÍTIMOS ESCRAVOS NA NAVEGAÇÃO DE CABOTAGEM DO BRASIL (1840-1880)
Diego Schibelinski (UFSC)

 

SESSÃO 19 (sessão composta por comunicações individuais)
IDENTIDADE E CULTURA NO MUNDOS DO TRABALHO I

UMA CLASSE DE ANALFABETOS? ESTEREÓTIPOS DA CLASSE TRABALHADORA E A POLÍTICA DO PRECONCEITO LINGUÍSTICO NA REPÚBLICA VELHA
Débora Luciene Porto Boenavides (PUC/RS)

O PÚBLICO ORGANIZADO PARA A LUTA – O CINEMA DO POVO NA FRANÇA (1913-1914)
Luiz Felipe Cezar Mundim (pesquisador independente)

“OS CONCURSOS LITERÁRIOS PROMOVIDOS PELO MTIC, 1942 E 1944”
Adriano Luiz Duarte (UFSC)

LA CGT Y LA FORMACIÓN CULTURAL DE LOS OBREROS DURANTE EL PRIMER PERONISMO
Yanina Andrea Leonardi (CONICET-Universidad de Buenos Aires)

 

SESSÃO 20 (sessão composta por comunicações individuais)
IDENTIDADE E CULTURA NO MUNDOS DO TRABALHO II

“PRETOS” E “POLACOS”: CONFLITOS ENTRE TRABALHADORES IMIGRANTES E “BRASILEIROS POBRES” NO FINAL DO SÉCULO XIX – PONTA GROSSA (PR)
Renata Aparecida Sopelsa (Pesquisadora Independente)

CAMPONESES, ARTESÃOS E INTELECTUAIS: CONSTRUÇÃO DE IDENTIDADE ENTRE IMIGRANTES DO SUL DO BRASIL NO SÉCULO XX
Regina Weber (UFRGS)

CLUBES E ASSOCIAÇÕES RECREATIVAS: ENTRE A SOCIABILIDADE E A CRIMINALIZAÇÃO DE PRÁTICAS SOCIAIS EM MANAUS (1890-1920)
Kivia Mirrana de Souza Pereira (UFAM)

ENTRE FÁBRICAS, RUAS E DOMICÍLIOS: RACIALIZAÇÃO NOS MUNDOS DO TRABALHO PAULISTANOS (1890-1930)
Fábio Dantas Rocha (Unifesp)

 

SESSÃO 21 (sessão coordenada completa)
O MOVIMENTO OPERÁRIO NA PRIMEIRA REPÚBLICA: NOVAS PERSPECTIVAS E QUESTÕES DE PESQUISA
Moderador: Frederico Duarte Bartz (UFRGS)

O NACIONAL E O REGIONAL NO MOVIMENTO OPERÁRIO BRASILEIRO DA PRIMEIRA REPÚBLICA
Frederico Duarte Bartz (UFRGS)

TRABALHADORES URBANOS, “QUESTÃO SOCIAL” E POLÍTICA PARTIDÁRIA NO NORDESTE DA PRIMEIRA REPÚBLICA
Tiago Bernardon de Oliveira (UFPB)

ARTE DE PROTESTO NA IMPRENSA OPERÁRIA BRASILEIRA: IMAGENS, CONTOS, POESIAS E SUAS FUNÇÕES POLÍTICAS NO MUNDO DO TRABALHO
Caroline Poletto (IFRS – Campus Bento Gonçalves)

HISTÓRIA E AS ONDAS DE GREVE: QUESTÕES DE MÉTODO
Fernando Sarti Ferreira (USP)

PONTES DE LIBERDADE: INTERNACIONALISMO E IMAGINÁRIO NACIONAL NO MOVIMENTO ANARQUISTA NO BRASIL (1890-1937)
Kauan Willian dos Santos (USP)

 

SESSÃO 22 (sessão composta por comunicações individuais)
O MUNDO DO TRABALHO RURAL I

A IDENTIDADE NEGRA COMO INSTRUMENTO DE LUTA ENTRE OS TRABALHADORES RURAIS, 1945-64
Max Fellipe Cezario Porphirio (UFRRJ)

HISTÓRIA POLÍTICA DO ESTATUTO DO TRABALHADOR RURAL: JOÃO GOULART E OS DIREITOS TRABALHISTAS NO CAMPO (1960-1963)
Renan Vinicius Magalhães (UFOP)

DIREITOS NO CAMPO EM TEMPOS DE DITADURA: A CRIAÇÃO DA PREVIDÊNCIA RURAL NO GOVERNO MÉDICI (1971)
Clarisse dos Santos Pereira (UFF)

PRECARIEDADE E VIOLÊNCIA NA ZONA DA MATA DE PERNAMBUCO ATRAVÉS DOS PROCESSOS TRABALHISTAS DA JUNTA DE CONCILIAÇÃO E JULGAMENTO DE NAZARÉ DA MATA (1964 A 1979)
Joana Maria Lucena de Araújo (UFP)

 

SESSÃO 23 (sessão composta por comunicações individuais)
O MUNDO DO TRABALHO RURAL II

“O MEU SONHO ERA ESSE: TRABALHAR PARA TERMINAR DE CRIAR OS MEUS FILHOS… UM COMER MAIS FOLGADO, QUE EU TENHO MESMO…”: FONTES, MEMÓRIAS E NARRATIVAS DO ENGENHO UBÚ (PERNAMBUCO, 1994-1996)
Samuel Carvalheira De Maupeou (UFC)

TRABALHO E TRABALHADORES NO PROCESSO DE EXPANSÃO DAS RELAÇÕES CAPITALISTAS PARA RONDÔNIA (1970-1980)
Cátia Franciele Sanfelice de Paula (UNIR/UFU)

AMAZÔNIA CABOCLA: QUOTIDIANO E LUTAS SOCIAIS DOS TRABALHADORES AFUAENSES
Roberta Cacela de Almeida (UNIFAP/ Instituto Federal do Amapá)

O PROCESSO DE DISCUSSÃO E DE IMPLEMENTAÇÃO DAS POLÍTICAS DE PERMANÊNCIA ACERCA DOS TRABALHADORES EXTRATORES DO AMAZONAS DURANTE A DÉCADA DE 1930
Romulo Thiago Oliveira de Sousa (UFAM)

 

SESSÃO 24 (sessão composta por comunicações individuais)
DA RESISTÊNCIA COTIDIANA AO PROTESTO PÚBLICO I

A CIDADE AINDA ESTÁ SOBRE OS NOSSOS OMBROS: AS PAREDES DOS PORTUÁRIOS E ESTIVADORES DO PORTO DE MANAUS (1950-1964)
Pedro Marcos Mansour Andes (UFPA)

“QUEREMOS SER PETROBRAS”: OS PETROLEIROS DE MAUÁ E A ENCAMPAÇÃO COMO PROJETO NACIONAL
Caio Vinicius de Castro Gerbelli (UNIFESP)

VIDA COTIDIANA Y CONFLICTO SOCIAL – LA HUELGA FRIGORÍFICA DE 1969 EN EL CERRO Y ALGUNOS EFECTOS EN UNA “COMUNIDAD OBRERA” EN CRISIS
Rodolfo Porrini (Universidad de la República)

“PARECE UM BEEF”: A ECONOMIA MORAL DOS TRABALHADORES E A CARNE DE BALEIA (1960-1963) EM LEITURA PRELIMINAR
Fernando Pureza (UFPB)

 

SESSÃO 25 (sessão composta por comunicações individuais)
DA RESISTÊNCIA COTIDIANA AO PROTESTO PÚBLICO II

NÓS X ELES: OPERÁRIOS E PATRÕES DAS MINAS DE CARVÃO DO RIO GRANDE DO SUL E AS LUTAS POR RECONHECIMENTO ATRAVÉS DOS CLUBES DE FUTEBOL LOCAIS (1930-1950)
Tassiane Mélo de Freitas (UFSM)

COTIDIANO E TRABALHO NAS PADARIAS DE PORTO ALEGRE NO INÍCIO DO SÉCULO XX
Dionathan Dias Kirst (UNISINOS)

TRABALHAR E MORAR EM FLORIANÓPOLIS: POLÍTICAS URBANAS E CONDIÇÕES DE MORADIA DOS(AS) TRABALHADORES(AS) DA COMPANHIA HOEPCKE (1945-1960)
Jéssica Duarte de Souza (UFSC)

 

SEXTA -FEIRA, 28 DE SETEMBRO (TARDE)

 

SESSÃO 26 (sessão coordenada completa)
EM MARGEM DO TRABALHO, EM MARGEM DA CIDADANIA? TRAÇANDO A HISTÓRIA DA LUTA POLÍTICA E JURÍDICA DAS TRABALHADORAS DOMÉSTICAS PELO ESTATUTO DE TRABALHADOR
Moderadora: Louisa Acciari (London School of Economics)

“FRUTOS DO SUOR”: RELAÇÕES DE EXPLORAÇÃO, PRODUÇÃO E DEPENDÊNCIA DO TRABALHO DOMÉSTICO NA CORTE IMPERIAL (1822 – 1888)
Daniela Fernanda Sbravati (Rede Municipal de Ensino de Florianópolis)

ENTRE O DIREITO E OS COSTUMES: CRIADAS E PATRÕES ENTRE A ESCRAVIDÃO E O PÓS-ABOLIÇÃO (RECIFE E SALVADOR: 1870-1910)
Maciel Henrique Carneiro Da Silva (IFPE)

DESCOLONIZANDO O TRABALHO, REDEFININDO OS DIREITOS: AS TRABALHADORAS DOMÉSTICAS E A LUTA INTERNACIONAL POR DIREITOS TRABALHISTAS
Louisa Acciari (LSE)

SUJEITOS, DOMESTICIDADE E DEMOCRACIA: ENCONTROS E DESENCONTROS ENTRE MOVIMENTO FEMINISTA E O TRABALHO DOMÉSTICO REMUNERADO
Thays Monticelli (Università Ca’Foscari Venezia)

“TRABALHO DOMÉSTICO TAMBÉM É PROFISSÃO”: EXPERIÊNCIA DE UMA TRABALHADORA DOMÉSTICA SINDICALISTA
Luiza Batista (Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas)

 

SESSÃO 27 (sessão coordenada completa)
RELAÇÕES DE TRABALHO, MOVIMENTO SINDICAL E IGREJA CATÓLICA NO BRASIL
Moderador: Larissa Rosa Corrêa (PUC-RJ)

CORPORAÇÃO CRISTÃ E PATERNALISMO EM PERSPECTIVA TRANSNACIONAL: AS INTERAÇÕES ENTRE AS ORGANIZAÇÕES CATÓLICAS PARA TRABALHADORES DE CAMARAGIBE (PERNAMBUCO) E VAL-DES-BOIS (FRANÇA), 1890-1910
Deivison Amaral (CPDOC-FGV)

COMUNISMO, TRABALHO E REPRESSÃO NO SUL FLUMINENSE DURANTE A DITADURA CIVIL-MILITAR BRASILEIRA
Alejandra Estevez (UFF)

ANTICOMUNISMO, IGREJA CATÓLICA E MOVIMENTO SINDICAL: NOTAS DE PESQUISA SOBRE A RELAÇÃO ENTRE CATÓLICOS E OPERÁRIOS NO RIO DE JANEIRO
Larissa Rosa Correa (PUC-RJ)

JEITOS DE SER IGREJA: DEBATES SOBRE A RENOVAÇÃO DA VIDA ECLESIAL NA AMAZÔNIA SETENTRIONAL (1966-1983)
Sidney Lobato (UNIFAP)

 

SESSÃO 28 (sessão composta por comunicações individuais)
SINDICATOS E MOVIMENTOS SOCIAIS

O PROBLEMA DA RELAÇÃO PARTIDO-SINDICATO NO CASO DE PT E CUT (1978-1991)
Antonio Guedes Gonçalves de Canha (UFRJ)

FORMACIÓN POLÍTICO-SINDICAL EN LOS AÑOS ’60 Y ’70 EN AMÉRICA LATINA: LA EXPERIENCIA DE LA CENTRAL LATINOAMERICANA DE TRABAJADORES (CLAT)
Gabriela Scodeller (INCIHUSA CCT Mendoza-CONICET/UNCuyo)

NÃO TEM ARREGO: UMA ANÁLISE DA GREVE DOS GARIS NO RIO DE JANEIRO
Simone Kawakami Gonçalves Costa (UFRJ)

A GREVE NACIONAL DOS CAMINHONEIROS DE MAIO DE 2018 COMO MANIFESTAÇÃO DA DISPUTA INTERNACIONAL DA GEOPOLÍTICA DO PETRÓLEO
Illyushin Zaak Saraiva (IFC), Maurício Tavares Pereira (IFRS)

 

SESSÃO 29 (sessão coordenada completa)
TRABALHO E TRABALHADORES ASIÁTICOS E SUAS CONEXÕES ATLÂNTICAS: DISCUTINDO PROJETOS GLOBAIS DE EXPLORAÇÃO DA MÃO DE OBRA E OBSERVANDO SEUS DESDOBRAMENTOS NAS EXPERIÊNCIAS DOS SUJEITOS HISTÓRICOS
Moderador: Marcelo Mac Cord (UFF)

FORMAS DA DIFERENÇA: UMA COMPARAÇÃO ENTRE O DEBATE SOBRE CASTAS E A HISTORIOGRAFIA DA ESCRAVIDÃO ASIÁTICA E ATLÂNTICA
Cláudio Pinheiro (UFRJ)

“NEGRAS CORES” DA ESCRAVIDÃO PARA BRASILEIRO NÃO VER. A VIAGEM DE MIGUEL CALMON ÀS PLANTAÇÕES DE FUMO EM SUMATRA (1906)
Antonio Luigi Negro (UFBA)

OS IMIGRANTES INDESEJÁVEIS: ASIÁTICOS NOS ESTADOS UNIDOS E AS LEIS IMIGRANTISTAS NORTE-AMERICANAS: 1862-1917
Marco Aurélio dos Santos (USP)

PAPÉIS QUE APRISIONAM: O CERCEAMENTO DA LIBERDADE DO TRABALHADOR CHINÊS EM MEIO A CONTRATOS, CERTIFICADOS E PERMISSÕES
João Ítalo de Oliveira e Silva (UFMG)

MÃO DE OBRA CHINESA EM TERRAS BRASILEIRAS NOS TEMPOS JOANINOS: EXPERIÊNCIAS, ESTRANHAMENTOS, CONTRATOS, EXPECTATIVAS E LUTAS
Marcelo Mac Cord (UFF)

 

SESSÃO 30 (sessão composta por comunicações individuais)
TRABALHO EDUCAÇÃO E INFÂNCIA EM TEMPOS DE ESCRAVIDÃO E NO PÓS-ABOLIÇÃO I

“AQUEM MAIS DER ASSIM SE CUMPRA”: A INSTITUCIONALIZAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL NO CARIRI CEARENSE NA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XIX
Maria Ivanda da Silva (UFC)

“ALFREDO RANGEL (…) LEVA PARA SUA COMPANHIA A ORPHÃ MARIA CANDIDA VIEIRA, PARDA DE QUINZE ANNOS DE IDADE”: TUTELA E CONTRATOS DE SOLDADA: AS NOVAS FORMAS DE CONTROLE SOCIAL EM FORTALEZA NO FINAL DO SÉCULO XIX
Juliana Magalhães Linhares

CORRELAÇÕES ESCRAVIDÃO-LIBERDADE NA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO DOMÉSTICO LIVRE EM SALVADOR NO FINAL DO SÉCULO XIX
Marina Leão de Aquino Barreto (UFBA)

O APRENDIZADO DE “OFÍCIOS DO TRABALHO DOMÉSTICO” NO RECIFE OITOCENTISTA
Tatiana Silva de Lima (UFC)

AS PRÁTICAS DE ENSINO E APRENDIZAGEM MANUFATUREIRAS NO RIO DE JANEIRO APÓS O FIM DAS CORPORAÇÕES DE OFÍCIO (1824-1860)
Daiane Estevam Azeredo (UFRRJ)

 

SESSÃO 31 (sessão composta por comunicações individuais)
TRABALHO EDUCAÇÃO E INFÂNCIA EM TEMPOS DE ESCRAVIDÃO E NO PÓS-ABOLIÇÃO II

A TRAJETÓRIA DAS LEIS DE AMPARO À INFÂNCIA TRABALHADORA NO PÓS-ABOLIÇÃO NO RIO DE JANEIRO: UM CAMINHO DE LUTAS, CONFLITOS E NEGOCIAÇÕES (1889-1930)
Aline Mendes Soares (UNIRIO)

“AGRADAVA-LHE A CRIADA, A RITA, MULATINHA VIVA, LÉPIDA…”: DOMÉSTICAS E OS ESPAÇOS DE TRABALHO, EDUCAÇÃO E LAZER (BELO HORIZONTE, 1897-1930)
Marileide Lázara Cassoli (UFMG)

“FUGIU PORQUE ERA MALTRATADA”: AÇÕES DE RESISTÊNCIAS E INSUBORDINAÇÃO DE CRIADAS/OS MENORES DE IDADE
Natália Batista Peçanha

O TRABALHO INFANTOJUVENIL E SUAS DEMANDAS- ANÁLISE DE PROCESSOS DOS JOVENS TRABALHADORES EM PELOTAS (1945-1950)
Silvia Bandeira Da Silva (UFPel)

 

SESSÃO 32 (sessão composta por comunicações individuais)
ASSOCIATIVISMO, MUTUALISMO E MUNDOS DO TRABALHO

DO ARSENAL DE GUERRA PARA O MUNDO OPERÁRIO MAIS AMPLO: TRABALHO E CLASSE NA HISTÓRIA DA SOCIEDADE BOLSA DE CARIDADE (1872-1930)
Celina Batalha Oliveira Lima (UNEB)

PRÁTICAS ASSOCIATIVAS, MUTUALISMO E MUNDO DO TRABALHO: UM OLHAR GLOBAL A PARTIR DO BRASIL NO “LONGO SÉCULO XIX” (TRABALHO EM CO-AUTORIA)
David P. Lacerda/Douglas Guimarães Leite (Unicamp)

TRABALHO, CLASSE E NAÇÃO: UM ESTUDO CENTRADO NA ASSOCIAÇÃO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DA BAHIA (1900-1930)
Mauricio Vitor Santos de Jesus (UNEB)

 

SESSÃO 33 (sessão composta por comunicações individuais)
ASSOCIATIVISMO, IMPRENSA E MOBILIZAÇÃO OPERÁRIA

O ANARQUISMO E A UTOPIA: APROXIMAÇÕES CONCEITUAIS E ALGUMAS ANÁLISES DO JORNAL A LUTA (PORTO ALEGRE/RS, 1906-1912)
Evangelia Aravanis (ULBRA)

UM OPERÁRIO NAS REDAÇÕES: NERVAL SILVA, A UNIÃO OPERÁRIA DO PARANÁ E A CRISE DA PRIMEIRA REPÚBLICA (1920-1932)
Jhonatan Uewerton Souza (IFPR)

MOTORISTAS E CONDUTORES DE BONDES EM MANAUS: CULTURA, ASSOCIATIVISMO E GREVES, 1899-1930
Dhyene Vieira dos Santos (UFAM)

GUERRA, REVOLUÇÃO E MOVIMENTO OPERÁRIO: AS GREVES GERAIS DE 1917 E 1919 NO BRASIL EM PERSPECTIVA COMPARADA
Aldrin Castellucci (UNEB)

 

SESSÃO 34 (sessão coordenada completa)
TRABALHO, MILITÂNCIA E OUTRAS MANIFESTAÇÕES COMUNISTAS NA DEMOCRACIA RACIONADA (1945-1964)
Moderador: Guilherme Machado Nunes (UFRGS)

AS ASSOCIAÇÕES FEMININAS COMUNISTAS: GÊNERO, TRABALHO E MILITÂNCIA DURANTE A “DEMOCRACIA RACIONADA”
Guilherme Machado Nunes (UFRGS)

HISTORIOGRAFIA E MEMÓRIA DA ATUAÇÃO SINDICAL DO PCB (1948-1952)
Marcelo da Silva Lins (UESC/UFRRJ)

JACOB GORENDER: FORMAÇÃO, MILITÂNCIA E ESCRITA DE UM FILHO DA CLASSE TRABALHADORA ENTRE O ESTADO NOVO E A DEMOCRACIA RACIONADA
Carlos Fernando de Quadros (USP)

CLUBES DE GRAVURA E REVISTAS CULTURAIS LIGADAS AO PCB (1947-1956): ARTE SOCIAL, REALISMO SOCIALISTA E REGIONALISMO POPULAR
Andréia Carolina Duarte Duprat (UFCSPA)

 

SESSÃO 35 (sessão coordenada completa)
PROBLEMAS E PERSPECTIVAS NA HISTÓRIA SOCIAL DO TRABALHO NO BRASIL
Moderador: Amy Chazkel (CUNY)

A TEMÁTICA DOS TRABALHADORES LIVRES E ESCRAVIZADOS NA PRODUÇÃO DO GT MUNDOS DO TRABALHO
Paulo Cruz Terra (UFF), Fabiane Popinigis (UFRRJ)

AS INTERAÇÕES ENTRE CLASSE, GÊNERO E RAÇA NA HISTÓRIA SOCIAL DO TRABALHO: UMA REFLEXÃO A PARTIR DA HISTÓRIA DO TRABALHO DOMÉSTICO
Flavia Fernandes de Souza (UFF)

LEIS PARA O TRABALHO E IGUALDADE DE DIREITOS NAS REDES FEMINISTAS INTERNACIONAIS
Glaucia Cristina Candian Fraccaro (PUC-Campinas)

 

SESSÃO 36 (sessão composta por comunicações individuais)
HISTÓRIA DO TRABALHO E DA SAÚDE I

RESQUÍCIOS DE UMA LUTA CORPÓREA: CORPOS RESISTENTES NAS MINAS DE SÃO JERÔNIMO (RS), 1933-1946
Cody Alexander Williams (University of Oklahoma/UFRGS)

ACIDENTES DE TRABALHO E DOENÇAS PROFISSIONAIS DOS MINEIROS EM CRICIÚMA: A OPINIÃO MÉDICA E OS PROCESSOS JUDICIAIS (1944-1950)
Bruno Mandelli (UFSC)

A DOENÇA NOS PROCESSOS DA JUSTIÇA TRABALHISTA EM PELOTAS, RS (1941-1951)
Lorena Almeida Gill (UFPel)

MOTORNEIROS E OS ACIDENTES DE BONDE NA CIDADE DE MANAUS
Wanderlene de Freitas Souza Barros (UFAM)

 

SESSÃO 37 (sessão composta por comunicações individuais)
HISTÓRIA DO TRABALHO E DA SAÚDE II

MELANCÓLICOS E HIPOCONDRÍACOS: TRABALHO INTELECTUAL E DOENÇA NO BRASIL DO SÉCULO XIX
Rodrigo Camargo de Godoi (UNICAMP)

OS OPERÁRIOS DA CONSTRUÇÃO DO MATADOURO PÚBLICO NA FAZENDA DE SANTA CRUZ (1874-1881)
Edite Moraes da Costa (UFRRJ)

O CAFÉ E SEUS ASPECTOS MÉDICO-SOCIAIS, COLÔMBIA 1891-1953
Oscar Gallo (Universidad Eafit)

TRABALHO E LOUCURA: INTERNOS DA COLÔNIA JULIANO MOREIRA, RIO DE JANEIRO (1930-1945)
Anna Beatriz de Sá Almeida (Casa de Oswaldo Cruz/Fundação Oswaldo Cruz)

 

SESSÃO 38 (sessão composta por comunicações individuais)
TRABALHADORES/AS, JUSTIÇA E LEI

DO IMAGINÁRIO DA VINGANÇA: O DISCURSO OCULTO DOS DIREITOS SOCIAIS
Jormana Maria Pereira Araújo (UFC)

CAIXA POSTAL 106, FÁBRICA BOA VIAGEM, SALVADOR (BA): LUGAR DE FALA DE UM OPERÁRIO
Lucas Porto Marchesini Torres (Unicamp)

PROCESSOS TRABALHISTAS INDIVIDUAIS COMO FONTES PARA A HISTÓRIA SOCIAL DO TRABALHO NO BRASIL
Patrícia Costa de Alcântara (UFRRJ)

HISTÓRIA DAS MULHERES NA JUSTIÇA DO TRABALHO: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICAS
Luana Schubert Ledermann (UFPel)

 

SESSÃO 39 (sessão composta por comunicações individuais)
TRABALHADORES/AS, JUSTIÇA E LEI II

“REALIDADE VORAZ”: TRABALHADORES E TRABALHADORAS BANCÁRIAS E TERCEIRIZADAS FRENTE A REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA E A FLEXIBILIZAÇÃO DE DIREITOS TRABALHISTAS (FLORIANÓPOLIS, DÉCADA DE 1990)
Conrado de Oliveira e Silva (UFSC)

O TRABALHO IMIGRANTE E A ESCRAVIDÃO CONTEMPORÂNEA NA INDÚSTRIA TÊXTIL PAULISTA (2010-2017): NOTAS DE PESQUISA
Lorena Fernanda de Oliveira Silva (UFPR)

EXPERIÊNCIAS DE TRABALHADORAS E TRABALHADORAS RURAIS NA JUSTIÇA DO TRABALHO (LAGES-SC, 1965-1980)
Marcos Alberto Rambo (UFSC)

DEFINIÇÕES DE TRABALHO ESCRAVO CONTEMPORÂNEO NOS DEBATES DE REFORMULAÇÃO DO CÓDIGO PENAL BRASILEIRO (1990-2003)
Nauber Gavski da Silva (Unicamp)

A ECONOMIA E O TRABALHO NOS ANOS 1990: O PARADIGMA NEOLIBERAL NO BRASIL
Márcia Naiar Cerdote Pedroso (UFSM)

 

SESSÃO 40 (sessão composta por comunicações individuais)
DEBATES SOBRE A CONDIÇÃO DO TRABALHO NA CONTEMPORANEIDADE I
O MODELO DE FLEXÍVEL DE PRODUÇÃO E A COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL: UMA PROPOSTA DE PROBLEMATIZAÇÃO
Cássia Aparecida Lopes da Silva (UFRGS)

MULHERES E TRABALHO: DESIGUALDADE DE GÊNERO NO MERCADO DE TRABALHO DO CHILE
Solange Emilene Berwig (PUCRS)

TRABALHO E JUSTIÇA SOCIAL NO BRASIL DA CONSTITUIÇÃO CIDADÃ: DISCURSO JURÍDICO SOBRE POLÍTICA URBANA E ASSISTÊNCIA SOCIAL
Adriano Ruschel Marinho (UFRGS)

AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA NA ÁREA DE SAÚDE DO TRABALHADOR
Marcela Haupt Bessil (Ministério da Saúde)

 

SESSÃO 41 (sessão composta por comunicações individuais)
DEBATES SOBRE A CONDIÇÃO DO TRABALHO NA CONTEMPORANEIDADE II
A CENTRALIDADE DO TRABALHO NA VIDA DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE COM ENSINO SUPERIOR NA CIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL
Caroline Maria Nunes, Karine Vanessa Perez (pesquisadoras independentes)

TRABALHO E APOSENTADORIA: O SENTIDO DO TRABALHO NA VIDA DOS PROFESSORES APOSENTADOS QUE PERMANECEM NA ATIVIDADE DOCENTE
Janaína Schultz (pesquisadora independente)

TRABALHO DOCENTE NA UFG E UEG ENTRE 2012-2016: PRECARIZACÃO DE CONDIÇÕES E RELAÇÕES SOCIAIS DE TRABALHO E CRESCIMENTO DE EXPERIÊNCIAS DE MAL-ESTAR/SOFRIMENTO E DE ADOECIMENTO
Edmar Aparecido De Barra E Lopes (UFG)

PROFESSORA OU TIA? O RECONHECIMENTO DO TRABALHO DOCENTE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Daniela Fischer (pesquisadora independente)

Anúncios